.
.

Impressão








.

6 comentários:

Isabel José António disse...

Olá querida Amiga Helena Araújo,

Venho agradecer e retribuir sua visita no "Caminho do Coração".

E vejo, em meia dúzia de palavras uma coisa tão linda, pela qual lhe dou os meus parabéns.

E, se não me levar a mal, comento pegando nessas palavras e desenvolvendo-as. Assim:

"Às vezes a ver o mar
A saudade é grão de areia
Incrustado em meu olhar"
Que se desprende da teia

Desta teia que é a vida
Que nós todos construímos
Consciente se for vivida
Ou à toa se não intuímos

Neste mar do infinito
Em que mergulhamos assim
Vive-se o mundo num grito
E queremos que seja SIM

Um grande abraço para si e bom fim de semana

José António

Rozelane de Santis Morais disse...

Lindo Helena!! Impressão em ambos os sentidos em seu Poetrix... Vc tem uma intimidade com as palavras que me encanta!! Obrigada pelos comentários em meu Blog!!

gaivotadourada22 disse...

Quantos são os grãos de areia que trazemos incrustados no olhar e na alma... Entretanto nos são importantes porquanto nos mostram a importância e a intensidade de tudo aquilo que vivemos! A saudade não é de todo ruim, pois certifica o que sentimos! Lindo Poetrix, como sempre...Perfeito! Beijos minha Amiga Lê!

Larissa disse...

Um amigo uma vez me falou que impressão é expressão de si pra si. :)

Chica disse...

Lindo,Helena! E viste a Tertúliq.è sempre dia 15, vê se entra na próxima!beijos,chica

Ellen Veloso Soares disse...

Fantástico!